domingo, 30 de agosto de 2009

Mudanças à vista

Em Campos desde a noite de sexta-feira, o ex-governador Garotinho comandou diversas reuniões com seus liderados e as consequências desses encontros começam a aparecer nas próximas horas e, principalmente na edição do Diário Oficial de terça-feira.
O estopim do aborrecimento foi o encontro promovido pelo governador Sérgio Cabral com cinco vereadores de Campos, incluindo alguns que eram contados como integrantes do rebanho, digo, na base aliada da prefeita Rosinha. O flanco aberto não agradou e, entendendo o sinal dado pelos vereadores, Garotinho está sendo obrigado a abrir a guarda e ceder para manter uma maioria tranquila no Legislativo. Mas vai cobrar, em troca, fidelidade absoluta.
Outro problema que aborrece o comandante é o silêncio dos secretários de Rosinha diante das críticas publicadas na imprensa (apesar de cada vez mais raras) e nos Blogs (com mais frequência). Garotinho cobrou ações efetivas, notícias positivas, ou seja, pirotecnia para disfarçar inoperância do governo em algumas áreas.
Quem participou da reunião disse que as cobranças foram enfáticas e não foram poupados nem aliados antigos.
Mas desta vez não apenas cobrou mudança (pelo menos uma) no secretariado: exigiu.
É aguardar e conferir.

18 comentários:

Anônimo disse...

AUXILIADORA NÃO É MAIS SECRETÁRIA.

Ricardo André Vasconcelos disse...

Será? Vamos aguardar a publicação no Diário Oficial.
Obrigado pelo seu comentário.

Anônimo disse...

sim é verdade, demorouuuu!!!!!!

Xacal disse...

o papo é quente...

Anônimo disse...

o problema da Auxiliadora é que a maioria dos professores não gosta dela, e a mais indicada e querida para a pasta é a Joilza Rangel, que é idolatrada pelos professores do estado.

Anônimo disse...

Trocar Auxiliadora por Joilza é mesmo que seis por meia dúzia.
Tem que espinafrar é a prefeita de direito e o prefeito de fato.
J.A.

Anônimo disse...

Tá rolando um papo que vão rolar outras cabeças. Blogosfera atenta!

Anônimo disse...

Seu Ricardo continua bem informado na patetolândia da Lapa, hein?

fernando torres disse...

Ricardo, haja saude para suportar o atual Prefeito, veremos...
Fernando Torres.

Anônimo disse...

Demorou mesmo... mas nao concordo com o colega que escreveu que Joilza é idolatrada, eu diria que na atual situação é a "menos pior" tem muitos vícios tb, mas a pergunta que não quer calar e a cria de Auxiliadora que esta na Coordenadoria não vai rodar??? Vai continuar distribuindo cartões de fornecedores amigos de Wilson Cabral e obrigando os diretores a comparecerem a reuniões na casa do tal deputado, ameaçando diretores que nao acatam suas ordens... e quantos terceirizados nao aparecem nas escolas, mas seus salários aparecem nas contas ... precisava mudar a cara da educação no município, mas o estado esta tao ruim quanto...

Anônimo disse...

PASSAGEM QUE NÃO VALE UM REAL!

“Quem perdeu o trem da história por querer
Saiu do juízo sem saber
Foi mais um covarde a se esconder
Diante de um novo mundo” (Beto Guedes/ Ronaldo Bastos)

A (ex)secretária Auxiliadora perdeu a oportunidade que os grandes políticos não deixam passar. Por isso, Garotinho é respeitado(às vezes temido) por todos: não perde cavalo selado. Bolinha foi candidato a vereador pelo PT em 1982(perdeu – ainda bem - por falta de legenda); em 2010 será candidato a Deputado Federal(como muitos acreditam) ou a Governador(como ele quer passar): quase três décadas de política partidária.
Freitas foi achincalhada no início do governo. Toda a cidade esperava dela uma atitude, no mínimo, pedagógica. Dias depois desse acontecimento, Garotinho foi à casa de Maria. Ela não o recebeu; todos esperavam uma ruptura. Ela refugou: os interesses eram maiores.
Se naquele momento, humilhada por Garotinho em programa radiofônico, tivesse rompido com ele, Auxiliadora estaria assumindo uma postura coerente a qualquer educador que se preze. Entretanto, preferiu, cada um tem seus motivos, ficar na SMEC.
Não só ficou, mas também o defendeu em um encontro com professores. Foi quando ela disse: “(...) professores, temos que ter mais amor pelos alunos(sentimento que esse governo tem), mas não podemos perder a firmeza. Não aceitem nenhum tipo de humilhação; valorizem-se”.
O público presente ficou calado em eternos dois segundos; numa mudez que nem pai, nem mãe compreenderiam.
Ficou na Secretaria, porém perdeu completamente o respeito de seus pares; isso era nítido. A SMEC, depois desse fato, ficou paralisada, em todos os sentidos.
O município de Campos passa por uma crise sem precedentes na esfera educacional, em oito meses do novo (des)governo nada foi feito para, pelo menos, amenizar os problemas do ensino envolvendo 51 mil alunos municipais.
Auxiliadora sai da SMEC, sem dizer para que veio. Poderia ter colocado seu nome junto àqueles que tiveram coragem de romper, poderia ter saído com uma luz brilhante, entretanto, a sua sorte foi decidida em numa mesa de bar; só faltou a luz vermelha.
Ninguém nessa cidade que tenha lido pelo menos dois(02) livros da área de Educação deixa de reconhecer o valor de Auxiliadora, pelo contrário: trata-se de uma profissional que atua com competência na área do magistério. Todavia, foi, no mínimo, ingênua para não perceber o que estava sendo articulado a sua volta. Garotinho é um político venal. Muitos votaram em Rosinha, prefeita que fica em Campos somente dois dias na semana, por causa de Freitas.

Interesses e despedidas. Ela continuou na SMEC porque tinha seus motivos... Sai para nunca mais voltar.

Já é muito tarde, Auxiliadora, para você sair à procura das pessoas que votaram em Rosinha por causa de ti; entretanto a sua passagem pela SMEC foi digna de pena, principalmente porque você perdeu a chance que muitos esperam, mas você não teve coragem.


“A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem.” (Guimarães Rosa)

Anônimo disse...

Gota d´água no blog das meninas super poderosas: Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009 - "hahahahhahaha Projeto Educacional de Mocaiber apresentado em Brasília pelo governo Rosinha hahahahahaha"

Anônimo disse...

Para esse governo começar tem que trocar mais gente, senão a coisa vai ficar feia...

Anônimo disse...

A SAIDA DE AUXILIADORA É MAIS UM EPISÓDIO TRISTE. ACHO QUE O PROBLEMA DE AUXILIADORA FOI COLOCAR SUA FIDELIDAE POLÍTICA ACIMA DELA PRÓPRIA. DEPOIS DE TODO O DESGASTE SOFRIDO NO INÍCIO DO GEVERNO, NÃO RESISTIU A PRESSÃO DE NAHIN(CAIM) PARA SUA SAIDA. COM ELA SAI DO CIRCUITO UM NÚMERO EXPRESSIVO DE PROFESSORES QUE FEZ REUNIÕES, CARREATAS E ACREDITOU
NUM PROJETO POLÍTICO. A FRUSTRAÇÃO É GRANDE.

Anônimo disse...

Principalmente o casal de garotinhos, anônimo das 17:21!!!

Anônimo disse...

Pergunta sem resposta:
César Ronald fez campanha para a prefeita, deu depoimento na televisão, participou do processo, pediu voto além de fazer um bom trabalho na saude coletiva. Resultado, foi exonerado.
Enquanto isso figurinhas carimbas do desgoverno Mocaiber/Arnaldo estão no poder e falam como emissarios da saude muunicipal.

Anônimo disse...

Não votaram? Agora, aguentaaaaaaaaaaaaaa!!!!!! Todos já sabiam do caráter do Garotinho, inclusive, a D. Auxiliadora.Tá na hora do trabalhinho ao pé do ouvido d. Auxiliadora. Ou vc não tem amigos fiéis? As próximas eleições estão aí..."Me engana que eu gosto..."

Anônimo disse...

É! Votam em garotinhos há 20 anos e ficam reclamando.
Tanto os que estã no poder executivo quanto no legislativo passaram pelo crivo da populaçao e são reflexo da mesma.
Cresçam minha gente!