segunda-feira, 17 de junho de 2013

SÓ NO RIO MANIFESTAÇÃO ACABA EM TUMULTO

De todas as cidades onde estão sendo promovidas manifestações alastradas após a luta contra o aumento das passagens de ônibus, apenas no Rio de Janeiro está sendo registrada violência e confronto com policiais. É na frente ao prédio da Alerj ( Palácio Tirandentes), ainda sede da Câmara Federal e Cadeia Pública.
Manifestantes picharam as colunas e estão jogando pedras no prédio e a polícia responde com bombas de gás.
 O Presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo classificou como "ato de terrorismo" a invasão de manifestantes à sede da assembleia, de onde PMs usam armas não-letais contra manifestantes. "Uma baderna, uma bagunça. Quanto um ato agride ou coloca pessoas em risco, deixa de ser democracia para virar uma anarquia"




Um comentário:

Wagner Homem Barros disse...

Sempre haverá tumulto, pois nosso governador ditador coloca a tropa de choque com caveirão, bombas de gás e balas de borracha para nos expulsar....
Nós NUNCA vamos nos render e SEMPRE será assim!!!

A violência com que eles nos atacam resulta em revolta e raiva!